VÍDEO mostra momento em que empresário bêbado atropela e mata motociclista em Ceilândia, no DF

Por Redação em 05/08/2022 às 20:45:58

Wasim Aftab Malik foi preso em flagrante após crime. Vítima, Gilvane Cassemiro Pereira, de 52 anos, teve moto partida ao meio e morreu com impacto. Empresário atropela e mata motociclista e deixa outro ferido, em Ceilândia, no DF

Câmeras de segurança registraram o momento em que o empresário paquistanês Wasim Aftab Malik, de 47 anos, atropelou dois motociclista em Ceilândia, no Distrito Federal. O caso foi na madrugada desta sexta-feira (5) e terminou com a morte de um dos motociclistas.

LEIA TAMBÉM:

OMISSÃO DE SOCORRO: veja o que fazer em acidentes e a importância de ajudar vítimas

VÍDEO: motorista bêbado e sem CNH bate em 4 carros estacionados, no DF

Moto se partiu por causa do impacto

TV Globo/Reprodução

O acidente foi no cruzamento entre a avenida Hélio Prates e a QNN 17 e 18, por volta da 1h. O vídeo mostra que três motociclistas passaram por um semáforo após o sinal verde, no entanto, dois deles foram atingidos pelo carro do empresário, que estava em alta velocidade.

As imagens mostram que Asim avançou o sinal vermelho e arrastou as motocicletas por cerca de 80 metros. A batida foi tão forte que partiu uma das motos ao meio. O motociclista Gilvane Cassemiro Pereira, de 52 anos, morreu na hora.

Gilvane Cassemiro Pereira, de 52 anos, morreu após ser atropelado por carro, no DF

Arquivo pessoal

O outro piloto foi identificado como Gustavo da Silva Santiago, de 28 anos. Ele foi levado para o Hospital Regional e Ceilândia (HRC) com suspeita de diversas fraturas pelo corpo.

Prisão

Empresário atropela e mata motociclista e deixa outro ferido, em Ceilândia, no DF

Wasim não se feriu. De acordo com a Polícia Civil, dentro do carro dele foi encontrada uma garrafa de whisky vazia e quebrada.

Imagens feitas logo após o acidente mostram que o empresário estava visivelmente embriagado, o que foi comprovado pelo teste do bafômetro, feito por agentes do Departamento de Trânsito (Detran). De acordo com o órgão, o resultado do teste deu três vezes a mais do que o caracterizado crime, que é de 0,3 miligrama de álcool por litro de ar expelido.

Wasim foi levado à carceragem do Departamento de Polícia Especializado (DPE), ao lado do Parque da cidade. A ocorrência foi registrada na Polícia Civil como homicídio culposo e lesão corporal, com agravante de embriaguez ao volante.

Dor

Filho de motociclista que morreu atropelado no DF faz postagem nas redes sociais

Reprodução

Gilvane era casado, morava em Ceilândia e deixa sete filhos. Pelas redes sociais, os filhos fizeram homenagens a ele.

Uma das filhas disse que "apesar de o pai nunca ter colocado álcool ou fumo na boca, ele foi morto por um alcoolizado no volante, a caminho de casa, depois de um longo dia de trabalho".

Outro filho do motociclista escreveu: "dia dos pais chegado e o meu 'eu te amo', o senhor não vai poder ver". O jovem diz que está tentando assimilar o que aconteceu e que a situação "parece que não é verdade".

Leia mais notícias sobre a região no g1 DF.

Fonte: G1/DF

Comunicar erro
Agro Noticia 728x90