Auxílio Brasil e vale-gás: pagamentos para mais de 100 mil famílias do DF começam nesta terça; veja calendário

Por Redação em 18/01/2022 às 16:12:33

Auxílio Brasil tem 113,8 mil beneficiários na capital e vale-gás, 35.181. Somados, valores de auxílios a moradores do Distrito Federal passam de R$ 48 milhões.

Começou nesta terça-feira (18) o pagamento da terceira parcela do Auxílio Brasil e da etapa inicial do vale-gás, benefícios do governo federal para famílias de baixa renda (veja calendários de pagamento abaixo).

No Distrito Federal, 113.841 famílias são beneficiárias do Auxílio Brasil, que tem valor mínimo de R$ 400. Já no vale-gás, são 35.181 aptos a receber o auxílio de R$ 52, pago a cada dois meses. Somados, os valores dos dois programas na capital passam de R$ 48 milhões.

Em ambos os benefícios, para saber em que dia os valores ficarão disponíveis para saque ou crédito em conta bancária, a família deve observar o último dígito do Número de Identificação Social (NIS), impresso no cartão de cada titular. Para cada final do NIS há uma data correspondente por mês.

Confira o calendário de pagamentos do Auxílio Brasil em 2022:


Calendário de pagamentos do Auxílio Brasil em 2022 — Foto: Economia/g1
Calendário de pagamentos do Auxílio Brasil em 2022


Confira o calendário de pagamentos do vale-gás em 2022:


Calendário de pagamentos do vale-gás em 2022 — Foto: Economia g1
Calendário de pagamentos do vale-gás em 2022


Quem tem direito ao Auxílio Brasil?

Famílias em situação de extrema pobreza, com renda familiar mensal per capita de até R$ 105;

Famílias em situação de pobreza, com renda mensal per capita entre R$ 105,01 e R$ 210, que tenham, entre seus membros, gestantes ou pessoas com menos de 21 anos.

Quem tem direito ao vale-gás?

Famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal (CadÚnico), com renda familiar mensal per capita menor ou igual a meio salário mínimo nacional (R$ 550);

Famílias que tenham entre seus membros residentes no mesmo domicílio quem receba o benefício de prestação continuada da assistência social, o BPC, que prevê um salário mínimo mensal à pessoa com deficiência e ao idoso com 65 anos ou mais que comprovem não possuir meios de prover a própria manutenção nem a família.

A lei estabelece que o auxílio será concedido "preferencialmente às famílias com mulheres vítimas de violência doméstica que estejam sob o monitoramento de medidas protetivas de urgência".




Fonte: G1

Comunicar erro
Agro Noticia 728x90