Fim de semana no DF tem exposições, feira de artesanato, festival de cultura popular e pré-estreia de 'Eduardo e Mônica'

Por Redação em 14/01/2022 às 06:57:21

G1 reúne opções de arte e lazer que cumprem decreto mais recente do governo do DF, que proibiu festas e eventos com cobrança de ingressos. Confira lista. Mais um fim de semana chega, e a agenda cultural do g1 DF traz dicas do que fazer em Brasília nos próximos dias. Na última quarta-feira (13), o Governo do Distrito Federaldeterminou a proibição de shows, eventos, festivais e afins com cobrança de ingresso na capital, por conta da forte alta de casos de Covid-19.

A medida já está valendo, por tempo indeterminado. Para preservar a saúde e a segurança do público, a agenda cultural vai priorizar apenas atrações e eventos que cumpram as exigências do decreto. É importante seguir tomando cuidados, usando máscaras e evitando aglomerações.

Neste fim de semana, os brasilienses podem assistir a um dos filmes nacionais mais aguardados desde 2020: "Eduardo e Mônica" chega ao Cine Brasília, em duas sessões de pré-estreia. Nada mal assistir um clássico brasiliense na tela do cinema histórico da capital, não é?

Para quem curte eventos ao ar livre, a Feira das Flores é uma boa aposta. Artesanato, gastronomia, jardinagem e apresentações artísticas estão entre as atrações do evento, aberto ao público.

Durante todo o mês de janeiro, o CCBB Brasília está com programação especial de férias para o público infantil. Espetáculos de teatro e parque interativo de brinquedos sonoros estão entre as atrações.

Veja o que fazer em Brasília de sexta-feira (14) a domingo (16):

"Eduardo e Mônica" pré-estreia na telona do Cine Brasília;

Cortejos e lives do 1º Festival Cultura Via Satélite homenageiam mestres da cultura popular da capital;

Na Feira das Flores, o público pode adotar uma planta, comprar artesanato, fazer um lanche, ou tudo ao mesmo tempo;

A mostra "Idílio" reúne experimentações com performance, fotografia e pintura da artista visual Clarice Gonçalves;

Itens originais do artesanato japonês compõem a mostra "A Beleza do Artesanato de Tohoku", em cartaz na Caixa Cultural Brasília até 30 de janeiro

Rodas de conversa sobre relações étnico-raciais no mercado de trabalho, apresentações culturais e exibições de filmes integram a programação do segundo circuito do projeto "Nos Caminhos de Ogun";

Na trilogia teatral "Viagens Extraordinárias", no CCBB Brasília, nem o céu é o limite para a imaginação da plateia. Espetáculos acontecem de quinta a domingo, até 23 de janeiro;

Exibição de filmes, oficinas, espetáculos teatrais e apresentações de dança são destaques da mostra "Um Giro Pelo Mundo", também no centro cultural;

Os brinquedos sonoros do Parque Diversom, instalado nos jardins do museu, guiam a criançada por uma experiência lúdica de música e movimento.

Pré-estreia de 'Eduardo e Mônica', no Cine Brasília

Quem um dia irá dizer que não existe razão na transformação da canção "Eduardo e Mônica" em filme? A novidade é que os brasilienses já podem conferir a atemporal história de amor na telona.

Neste fim de semana, o Cine Brasília faz pré-estreia do longa-metragem, em duas sessões, na sexta e no sábado, sempre às 21h. Os ingressos custam R$ 10 (meia-entrada) e podem ser adquiridos na internet e na bilheteria do cinema.

Lançada há 35 anos pela Legião Urbana, com versos que já sugerem narrativa cinematográfica ambientada em Brasília, a canção escrita por Renato Russo narra a improvável história de amor entre Eduardo – protótipo do cara certinho e careta, encarnado no filme por Gabriel Leone – e Mônica, modelo da mulher mais moderna e livre, interpretada por Alice Braga.

Sob direção de René Sampaio, com roteiro de Matheus Souza – finalizado por Matheus com Claudia Souto, Jessica Candal e Michelle Franz –, "Eduardo e Mônica" é o segundo título de trilogia inspirada por músicas da banda Legião Urbana e produzida por Bianca de Felippes. Impedido pela pandemia de estrear em junho de 2020, como previsto inicialmente, o filme terá estreia nacional em 20 de janeiro.

1º Festival Cultura Via Satélite

De 14 a 23 de janeiro, acontece a primeira edição do Festival Cultura Via Satélite. O objetivo do projeto, que conta com cortejos presenciais e lives, é fortalecer e homenagear espaços e mestres da cultura que desenvolvem trabalhos de grande relevância para as comunidades do Distrito Federal.

No primeiro fim de semana, acontecem os cortejos cênicos. A abertura do evento 'd nesta sexta-feira (14), em Sobradinho, com procissão em tributo ao Boi de Seu Teodoro.

A comitiva sai da rodoviária da região, às 17h, seguindo rumo ao Centro de Tradições Populares. No sábado (15) e domingo (16), os cortejos acontecem no Riacho Fundo 1 e Plano Piloto, em homenagem aos Mestres Cobra e Mandioca Frita.

No segundo final de semana, o festival segue com três lives, realizadas nas sedes dos grupos homenageados. O público pode acompanhar as apresentações artísticas, de graça, pelas redes sociais do Circo Teatro Artetude, que realiza o evento em parceria com a Associação Cultura Candanga.

Confira a programação do 1º Festival Cultura Via Satélite:

Sexta-feira (14)

17h: Cortejo de abertura, em Sobradinho, em homenagem ao Boi do Seu Teodoro. Saída da Rodoviária; chegada ao Centro de Tradições Populares.

Sábado (15)

16h: Cortejo, no Riacho Fundo 1, em homenagem ao Mestre Cobra. Saída da Administração Regional; chegada à Roda da Tradição (próximo ao Girafas).

Domingo (16)

10h: Cortejo, no Plano Piloto, em homenagem ao Mestre Mandioca Frita. Saída do estacionamento dos Pinheiros do Parque da Cidade; chegada ao Parque Ana Lídia.

Feira das Flores no Guará

A Casa da Cultura do Guará II recebe, durante o fim de semana, a Feira das Flores. O evento itinerante busca propiciar um espaço de comercialização acessível para expositores de vários cantos do Distrito Federal. A entrada é gratuita.

No espaço, o público encontra artesanato, flores, plantas, food trucks e brinquedos infláveis. Roda de palestras, aulas de zumba e apresentações artísticas também são atrações do evento.

Feira das Flores

Quando: 15 e 16 de janeiro (sábado e domingo)

Horário: das 10h às 20h

Local: Casa da Cultura (Guará II QE 25, próximo ao estacionamento do Cave)

Exposição 'Idílio', da artista visual Clarice Gonçalves

Com curadoria de Luiza Mader Paladino, a mostra apresenta trabalhos em pintura da artista brasiliense fruto de experimentações com fotografia, performance e pintura sobre o corpo emancipado

Thaís Mallon/Divulgação

Em cartaz desde a última quinta-feira (13), a mostra "Idílio", da artista visual brasiliense Clarice Gonçalves, também é opção para os aficionados por galerias de arte.

A exposição reúne experimentações com performance, fotografia e pintura que transportam o público para universos onde habitam criaturas enigmáticas. Grande parte da produção exibida é fruto do período da pandemia, segundo a artista. "Recorri através da memória do corpo a momentos, lugares, cenas de acolhimento, conexão com o todo, integração, entrega", recorda.

"Para além de ser veículo de lugares catárticos, a pintura foi minha ferramenta de fuga e conexão", conta Clarice.

Obra 'Estigmergia', da mostra 'Idílio', da artista visual brasiliense Clarice Gonçalves

Clarice Gonçalves/Arquivo

De acordo com a curadora Luiza Mader, a mostra fomenta o debate sobre a importância das mulheres no sistema das artes e o papel delas enquanto corpo emancipado do olhar masculino. A exposição fica em cartaz na Galeria Referência (Asa Norte) até 28 de fevereiro. A entrada é gratuita.

Visitação: de segunda a sexta, das 10h às 19h; dábado, das 10h às 15h

Onde: Referência Galeria de Arte (CLN 202 Bloco B Loja 11, Asa Norte)

Agendamento prévio: pelo telefone (61) 98162-3111

Exposição 'A Beleza do Artesanato de Tohoku', na Caixa Cultural

Itens originais do artesanato japonês compõem a mostra 'A Beleza do Artesanato de Tohoku', em cartaz na CAIXA Cultural Brasília até 30 de janeiro

Nami Anakubo/Divulgação

A Embaixada do Japão no Brasil e a Fundação Japão apresentam, entre 11 e 30 de janeiro, na CAIXA Cultural Brasília (Setor Bancário Sul), a exposição itinerante "A Beleza do Artesanato de Tohoku". A mostra, com entrada gratuita, convida o público da capital a mergulhar no mundo diverso das tradições da região nordeste do arquipélago japonês, através de um acervo composto por 70 trabalhos preservados e originais, entre cerâmicas, arte em laca, têxteis e itens de madeira, bambu e metal.

Embora seja focada em uma das oito grandes regiões japonesas, a exposição abre uma verdadeira janela para a arte do país, ao reunir algumas das técnicas manuais de alto padrão que foram passadas por gerações, em várias partes do Japão.

Visitação: terça-feira a domingo, das 9h às 19h

Onde: Galeria Vitrine da CAIXA Cultural Brasília (SBS, Quadra 4, Lotes 3/4)

Agendamento prévio: pelo telefone (61) 3206-9448

Projeto Nos Caminhos de Ogum

Evento 'Nos Caminhos de Ogum' vai promover conscientização de jovens de religiões de matriz africana sobre relações de gênero no mercado de trabalho

Jhonatan Vieira/Divulgação

Neste sábado (15) e domingo (16), acontece o segundo ciclo de debates sobre renda e questões de gênero e raça do projeto Nos Caminhos de Ogun.

A iniciativa, realizada pela Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) em parceria com a Associação Ilê Xaxará de Prata, procura valorizar as religiões de matriz africana e conscientizar os jovens de Planaltina sobre intolerância religiosa. Rodas de conversa sobre relações étnico-raciais no mercado de trabalho, apresentações culturais e exibições de filmes integram a programação gratuita.

Segundo o subsecretário de Políticas de Direitos Humanos e de Igualdade Racial da Sejus, Juvenal Araújo, o evento é uma oportunidade de jovens de axé mostrarem o potencial político e de justiça social que os terreiros possuem.

"Os terreiros sempre foram espaços de formação nas áreas de saúde, capacitação e acolhimento, para além de sua função religiosa. Valorizar a força dessas casas é um compromisso coletivo para construirmos perspectivas de paz para o povo de axé, para a população negra e para todos em geral", defende o subsecretário.

O evento será realizado presencialmente, em Planaltina, e transmitido na internet. O terceiro e último ciclo do projeto está previsto para os dias 12 e 13 de fevereiro. Confira a programação completa aqui.

Ciclo 2 do projeto 'Nos Caminhos de Ogun'

Quando: 15 e 16 de janeiro (sábado e domingo)

Horário: Sábado (15), das 9h30 às 17h; domingo (16), das 9h30 às 18h

Local: Rodovia DF 130 KM 05, Núcleo Rural Sítio Agrovale, Chácara 04, Planaltina (DF)

CCBB

Mostra teatral 'Viagens Extraordinárias'

Um convite a viagens cheias de ludicidade, com momentos divertidos, pelo ar, pelo mar e nas profundezas do mundo subterrâneo. Esta é a proposta da trilogia teatral "Viagens Extraordinárias", da Cia. Solas de Vento, que fica em cartaz no CCBB até 23 de janeiro.

Ao todo, serão apresentados três espetáculos (confira programação abaixo) que instigam o imaginário da plateia ao descortinar histórias criadas pelo escritor francês Júlio Verne, com livre adaptação do grupo.

As montagens teatrais de 'Viagens Extraordinárias', da Cia. Solas de Vento, ficam em cartaz no CCBB Brasília até 23 de janeiro. Neste fim de semana, público pode conferir o espetáculo "Viagem ao Centro da Terra", com direção de Eric Nowinski

Mariana Chama/Divulgação

Neste fim de semana, o público pode conferir a peça "Viagem ao Centro da Terra", com direção de Eric Nowinski. Os atores utilizam técnicas acrobáticas, teatro físico, manipulação de objetos e bonecos, e recursos de vídeo-projeção para conduzir os telespectadores por uma aventura intraterrestre.

As apresentações acontecem de quinta a domingo, sempre às 16h, com sessões extras aos sábados e domingos, às 11h. Os ingressos custam R$ 15 (meia-entrada) e podem ser adquiridos na internet.

Confira a programação da trilogia ficcional 'Viagens Extraordinárias':

De 6 a 9 de janeiro: 'A volta ao Mundo em 80 dias', com direção de Carla Candiotto

De 13 a 16 de janeiro: 'Viagem ao Centro da Terra', com direção de Eric Nowinski

De 20 a 23 de janeiro: '20.000 Léguas Submarinas', com direção de Alvaro Assad

Mostra 'Um Giro pelo Mundo - Navegando no Cinema Infantil'

Este é o último fim de semana para conferir a mostra "Um Giro Pelo Mundo". O projeto, que acontece no vão central do CCBB, convida crianças e adultos a um passeio pela diversidade cultural de nações como Índia, Gana, França, Canadá, Alemanha, Brasil, Portugal e Suíça, com uma programação variada de exibição de filmes infantis (40, no total), oficinas, espetáculos teatrais e apresentações de dança.

Exibição de 40 filmes voltados para as crianças integra programação da Mostra 'Um Giro pelo Mundo', em cartaz no CCBB Brasília até 16 de janeiro

Divulgação

No domingo (16), último dia da mostra, os pequenos poderão se divertir com a Oficina Colorê, a partir das 14h, que reunirá histórias, cantigas, brincadeiras e danças de diversos países, com a dupla Duo Flor de Cacau.

Para finalizar a programação, às 17h45, o musical infantil "Violinha Caipira", do brasiliense Marcello Linhos, destaca as riquezas biológicas e culturais do cerrado, como os morcegos, o jatobá, o buriti, a viola e os riachos.

Todas as atividades da mostra são gratuitas (sujeitas à lotação) e podem ser conferidas no site do centro cultural.

Veja a programação deste fim de semana:

Sexta-feira (14)

14h30: giro por Portugal, com exibição do filme 'Papel de Natal'

17h: giro pela França, com exibição do filme 'Calamity'

Sábado (15)

14h30: giro pela África, com exibição de animações ('Le trois verites' e 'Shamazulu')

17h: atividade cultural 'Maria Pé de Vento e os Recados do Céu'

18h: giro pela Suíça, com exibição de animações ('Eisnasen', 'Me and my monster', 'Sweetie Pie', 'Le Dragon The Flood', 'Bemol' e 'Kuap')

Domingo (16)

14h: Oficina Colorê, com o Duo Flor de Cacau

17h: giro pelo Brasil, com exibição de curtas brasilienses ('Curumins' e 'Do Outro Lado')

17h45: Show 'Violinha Caipira', com Marcello Linhos

Diversom

De 4 a 30 de janeiro, o jardim do CCBB recebe o Parque Diversom

Divulgação

Também no CCBB, até 30 de janeiro, a criançada pode desfrutar de uma experiência lúdica no Parque Diversom. Idealizado pelo grupo brasiliense Circo Teatro Udigrudi, o projeto tem como objetivo despertar a percepção auditiva das crianças através da associação de sons e movimentos, com brinquedos acoplados a aparatos sonoros que são acionados pela interação do brincante.

Entre os cinco brinquedos instalados no local, estão o "Escorregatom", um escorregador duplo em que as crianças podem tocar notas musicais em um carrilhão fixado entre as rampas; o "Hélissom", um brinquedo semelhante a um helicóptero, cujas hélices, quando acionadas por pedaladas, produzem sons que lembram os de uma nave espacial; e o "Trepa Trepa Musical", uma pirâmide repleta de instrumentos musicais, que pode ser escalada por todos os lados.

O Parque Diversom fica aberto das terças-feiras aos domingos, das 9h às 19h. A entrada é gratuita.

Fonte: G1

Comunicar erro
Agro Noticia 728x90