Secretaria de Saúde confirma 530 casos de coinfecção por Covid e gripe no DF

Por Redação em 11/01/2022 às 18:32:03

Número reúne diagnósticos feitos pelas redes pública e privada de saúde. Dados mostram salto de 495% nos registros em menos de uma semana.


A Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) confirmou, nesta terça-feira (11), 530 casos de pacientes com infecção dupla por Covid-19 e Influenza A. Os dados são referentes a cinco testes feitos no Laboratório Central do DF (Lacen-DF) e o restante, na rede privada da capital.

Os dados mostram um salto de 495% em menos de uma semana já que, até a última quinta-feira (6), eram apenas 89 casos confirmados. A alta ocorre em meio a um aumento de casos de Covid-19 e Influenza A na capital, nas últimas semanas.

A Secretaria de Saúde não informou se algum dos infectados precisou ser internado. A pasta ofereceu, apenas, informações do último boletim, divulgado em dezembro, que mostra que 36 pessoas infectadas por gripe precisaram de internação hospitalar.

Dupla infecção

Entenda a dupla infecção simultânea por gripe e Covid-19

A chamada dupla contaminação é constatada quando os dois testes – para gripe e para Covid – dão positivo. Ela foi apelidada de "flurona" (união dos termos "flu", de influenza, com "rona" de coronavírus) na imprensa internacional, mas o termo não designa um novo tipo de doença, apenas uma forma simplificada de se referir à ocorrência simultânea de contaminações.

Ainda não é possível dizer se o paciente com esse quadro terá um quadro pior de saúde. O infectologista e diretor da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) Renato Kfouri explica que ela pode comprometer a saúde de pessoas que já são imunocomprometidas, mas, em geral, a dupla contaminação não significa que você terá quadro mais grave.

Mirian Dal Ben, infectologista do Hospital Sírio Libanês, explica que a infecção dupla não aumenta as chances de óbito nem faz com que as doenças sejam mais leves.

"O importante é que as pessoas precisam saber que a gente não tem nada ainda na ciência que fale pra gente que pegar as duas coisas ao mesmo tempo aumente as chances da pessoa morrer ou que faça a doença talvez ser mais leve. Nenhuma das duas coisas".

Alta de gripe e Covid

Para evitar novas infecções, a SES-DF reforça que as medidas de prevenção, tanto para Influenza quanto para o novo coronavírus, são as mesmas: uso de máscara, distanciamento social, lavar as mãos com frequência e vacinação.

A pasta orienta as pessoas que apresentarem sintomas de gripe a fazerem primeiro o teste para detecção da Covid-19. Caso o resultado seja negativo, o ideal é seguir as medidas de prevenção.

A Secretaria de Saúde não realiza teste de Influenza na atenção primária à saúde, em casos de sintomas leves. De acordo com a pasta, "a identificação do sorotipo viral não é necessária para que seja iniciado o plano terapêutico e não muda a conduta clínica, que permanece a mesma para todos os casos de síndrome gripal sem complicação".

Fonte: G1

Comunicar erro
Agro Noticia 728x90