Deputado francês que apoiou passaporte de vacina é agredido com pedras

Por Redação em 10/01/2022 às 14:01:17

A classe pol√≠tica pol√≠tica francesa condenou, nesta segunda-feira, a agress√£o sofrida pelo deputado Stéphane Claireaux, do partido Em Marcha, do presidente Emmanuel Macron. Claireaux foi atacado, no domingo, por manifestantes que lan√ßaram algas marinhas e pedras contra sua casa, no território franc√™s de S√£o Pedro e Miquel√£o, situado ao longo da costa leste do Canad√°. A agress√£o foi cometida por manifestantes contr√°rios ao passaporte da vacina√ß√£o.

"Vemos a intensificação da violência contra políticos eleitos" , lamentou Macron, que, durante uma visita a Nice, chamou o ataque de "intolerável" e "inaceitável".

Embora os rivais pol√≠ticos de Macron, que ainda n√£o confirmou sua candidatura às elei√ß√Ķes presidenciais de abril, tenham condenado o ataque, eles também criticam declara√ß√Ķes feitas por ele na semana passada contra os n√£o vacinados.

"Eu n√£o quero encher o saco dos franceses, passo o dia inteiro reclamando com a equipe de governo quando isso acontece. Mas os n√£o vacinados, eu realmente quero encher o saco deles" , afirmou Macron em entrevista ao jornal Le Parisien, acusando quem opta por n√£o receber as doses de uma "imensa falha moral". "Eles v√™m para minar a for√ßa de uma na√ß√£o. Quando minha liberdade amea√ßa a dos outros, torno-me irrespons√°vel. Uma pessoa irrespons√°vel n√£o é mais uma cidad√£."

Falando na r√°dio RMC, o deputado do partido conservador Os Republicanos Éric Ciotti pediu "puni√ß√Ķes para aqueles que usam a viol√™ncia de uma forma um tanto louca, com argumentos delirantes", mas também criticou o que chamou de "provoca√ß√Ķes" de Macron, que procuraria "conflito" por raz√Ķes eleitorais.

"O presidente agiu como um incendi√°rio em sua fala da semana passada porque atacou as pessoas n√£o vacinadas em vez de tentar convenc√™-las" , afirmou a candidata presidencial do partido Valérie Pécresse, à r√°dio France Info.

O chefe do Partido Socialista, Olivier Faure, disse que "algumas pessoas antivacina usam as provoca√ß√Ķes do presidente para justificar sua viol√™ncia". A agress√£o é "absolutamente inaceit√°vel", disse seu homólogo do Partido Verde, Julien Bayou.




Fonte: IG

Comunicar erro
Agro Noticia 728x90