Mulher presa após xingar Bolsonaro diz à polícia que agiu por 'impulso'

Por Redação em 30/11/2021 às 21:46:53
Jair BolsonaroIsac Nóbrega/ PR

Camila chamou Bolsonaro de "filho da puta" às margens da Rodovia Presidente Dutra, quando Bolsonaro chegava à formatura de cadetes na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman). Na ocasião, ela estava no banco do carona de um carro e seguia para o município de Aparecida, em São Paulo, mas, ao colocar o corpo para fora do veículo para xingar o presidente, acabou detida.

De acordo com o Metrópoles, que teve acesso ao documento em que a mulher se justificou, ela disse que "proferiu as palavras sem qualquer ato de premeditação" e ficou "surpresa consigo mesma após gritar". Além disso, segundo a Folha, os advogados de Camila acrescentam que ela estava em um momento de "grave estresse em decorrência de engarrafamento" quando fez o xingamento e nega ter usado a expressão "noivinha de Aristides", como tem circulado nas redes sociais. Esse seria um apelido que o presidente recebeu durante seus anos no Exército.

Leia mais...

Fonte: IG

Comunicar erro
Agro Noticia 728x90