VÍDEO: comportas do Lago Paranoá, em Brasília, são abertas para controlar nível da água

Por Redação em 24/11/2021 às 13:56:37

Medida ocorreu devido às chuvas, que estão acima da média este mês. Defesa Civil acionou sirene, no fim da manhã desta quarta-feira (24), para alertar população. Comportas da Barragem do Lago Paranoá, em Brasília, são abertas

Duas das três comportas da Barragem do Lago Paranoá, em Brasília, foram abertas nesta quarta-feira (24) para controlar o nível da água. De acordo com a Companhia Energética de Brasília (CEB), a medida foi tomada devido à "intensificação do regime de chuvas" na capital.

LEIA TAMBÉM:

TEMPO: chuvas em novembro superam média histórica no DF, diz Inmet

TEMPORAL: chuva arrasta moto, alaga casas e derruba árvore

Durante a abertura das barreiras, que foi acompanhada por militares do Corpo de Bombeiros e profissionais da Defesa Civil, uma sirene tocou, para alertar a população. A orientação é para que as pessoas evitem banho e pesca no lago, devido à mudança de volume provocada pela abertura das comportas.

"Caso se encontre próximo ao curso d"água, saia imediatamente para um local mais alto, assim que ouvir a sirene de alarme", orientou a Defesa Civil aos moradores.

Comportas da Barragem do Lago Paranoá, em Brasília, são abertas

TV Globo/Reprodução

Este mês, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), as chuvas estão acima da média prevista. Até esta terça-feira (23), choveu 297,4 mm, portanto, 24% acima da média histórica de novembro, que é 226,9 mm.

Este ano, as comportas do Lago Paranoá foram abertas pela primeira vez em fevereiro. Em 2020, o procedimento também ocorreu em fevereiro. Antes disso, houve a abertura das comportas apenas em fevereiro de 2018.

Comportas da Barragem do Lago Paranoá, em Brasília, são abertas

TV Globo/Reprodução

Abastecimento

Monitoramento mais recente da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico (Adasa) mostra que o reservatório do Descoberto, responsável por mais de 60% do abastecimento da capital, operava com 54,7% da capacidade total, nesta segunda-feira (22).

A bacia de Santa Maria, que fornece água para cerca de 20% da população, operava com 84,6% até esta segunda, portanto, acima do valor de referência para o mês, de 67%.

Em 2017, o Distrito Federal precisou passar por um racionamento de água. A medida durou 1 ano e 4 meses.

Durante o período mais crítico, o reservatório do Descoberto chegou a ficar com 5,5% da capacidade. O de Santa Maria, atingiu nível de 21,8%.

Veja mais notícias sobre a região no g1 DF.

Fonte: G1/DF

Comunicar erro
Agro Noticia 728x90