Após seis meses, greve mais longa da história do Metrô-DF chega ao fim

Por Redação em 25/10/2021 às 14:41:45

Fila de passageiros em estação do Metrô do DF

TRT suspendeu paralisação na manhã desta segunda-feira (25). De acordo com decisão judicial, não existiu abuso na greve, mas haverá negociação para compensação dos dias paralisados.


O Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT-10) decidiu suspender a greve dos metroviários do Distrito Federal, na manhã desta segunda-feira (25). A paralisação completou seis meses no dia 19 de outubro, e foi a mais longa registrada pela empresa.

Os desembargadores reconheceram a não abusividade do movimento grevista e definiram que a compensação dos dias parados deve ser feita mediante negociação entre as partes, ou por meio de eventual desconto em folha, com valor que não exceda 10% do salário nominal de cada trabalhador.

A paralisação teve início em 19 de abril. Nos últimos seis meses, o serviço do Metrô-DF foi reduzido e apenas 80% da frota circulou em horários de pico, com 60% em períodos de menor movimento.

O Sindicato dos Metroviários (Sindmetrô) disse que "realizará uma assembleia, ainda nesta segunda, onde a categoria deve decidir como orientar os trabalhadores para retorno aos postos de trabalho".

Greve mais longa

Antes desta paralisação dos metroviários no DF, a greve mais longa da categoria em Brasília tinha durado 77 dias, com fim em julho de 2019, também por determinação do TRT-10. À época, a empresa calculou um prejuízo de R$ 8,8 milhões por conta da suspensão do serviço.

Para os desembargadores que julgaram o processo, parte das reivindicações da categoria já estava sendo atendida naquele período, como o pedido para oficializar a jornada de trabalho dos pilotos em 30 horas semanais.

Fonte: G1

Comunicar erro
Agro Noticia 728x90