Em tratamento contra câncer, Caio Ribeiro aparece careca pela 1ª vez: "Estou ganhando a batalha"

Por Redação em 08/09/2021 às 10:25:28

O comentarista Caio Ribeiro, da Rede Globo, apareceu com a cabeça completamente raspada pela primeira vez na noite da última terça-feira, 7, durante a transmissão da partida entre Corinthians e Juventude, pelo Campeonato Brasileiro. Antes de entrar no ar, o ex-jogador, que está fazendo quimioterapia para tratar um câncer, chegou a levar a situação com bom humor. “André Agassi”, escreveu ele, em referência ao ex-tenista que também não tem cabelo. Já durante o confronto válido pela 19ª rodada, Caio tratou a luta contra a doença com otimismo. “Falta pouco. Amanhã faço a penúltima sessão de quimio, estamos ganhando essa batalha. Logo vamos nos reunir novamente para brindar a saúde e os bons amigos”, disse em conversa com o narrador Cléber Machado e o colega Walter Casagrande.

No último sábado, Caio Ribeiro revelou que os médicos encontraram um linfoma de Hodgkin em seu pescoço. “Eu fui diagnosticado com um linfoma, que se chama linfoma de Hodgkin. A boa notícia é que ele tem 95% de cura e meu corpo está respondendo muito bem ao tratamento. Já estou na penúltima sessão de quimioterapia, estou forte, com a cabeça boa, tenho certeza de que em mais 15 dias isso vai passar”, disse em vídeo publicado no Instagram. “Pretendo continuar trabalhando. Estou com energia, estou com a cabeça boa, mas talvez vocês me vejam um pouco mais abatido e mais careca. Mas forte, porque sei que vamos passar por tudo isso juntos”, completou o profissional da Globo, de 46 anos.

Caio trabalha desde 2007 como comentarista. Iniciou na Rádio Globo e no SporTV e, no ano seguinte, passou a integrar a equipe de transmissões de futebol da Rede Globo, em São Paulo. Nos campos, ele atuou como atacante e defendeu diversos times, entre eles São Paulo (onde foi revelado), Internazionale, Napoli, Flamengo, Santos e Grêmio. Encerrou sua carreira em 2005 pelo Botafogo. Conquistou títulos importantes como a Libertadores de 1993 e a Recopa Sul-Americana de 1994 pelo São Paulo, além do Campeonato Sul-Americano Sub-20, em 1995, com a seleção brasileira, quando foi eleito o melhor jogador do torneio.

Fonte: JP

Comunicar erro
Agro Noticia 728x90