É #FAKE print simulando notícia que fala que ato pró-Bolsonaro foi maior que manifestação a favor do impeachment de Dilma

Por Redação em 03/05/2021 às 20:03:26

Imagem que circula na web é uma adulteração de uma notícia publicada no G1 em 2020. Formatação fora do padrão e detalhe no navegador entregam fraude. Circula nas redes sociais um print como se fosse de uma reportagem publicada no G1 afirmando que o ato pró-Bolsonaro no dia 1º de maio foi maior que o registrado no auge das manifestações a favor do impeachment de Dilma Rousseff. É #FAKE.

G1

Trata-se de uma adulteração feita no código-fonte da página. Tal manchete jamais foi publicada no portal.

A montagem foi feita em cima da reportagem "Grupos contra e a favor de Bolsonaro fazem atos em Brasília", publicada no dia 21 de junho de 2020. Alguns detalhes denotam a falsidade: a assinatura dos mesmos repórteres e o horário da publicação, por exemplo, foram mantidos. Um ponto final também foi utilizado no título, fora do padrão do G1.

Um descuido do autor da mensagem falsa, porém, é crucial para denunciar a montagem: na aba do navegador, no canto superior esquerdo da tela, é possível ver o início do título original da reportagem.

Além disso, o conteúdo também não é verdadeiro. A linha fina cita "25 milhões" nos atos do sábado. Mas a Polícia Militar de boa parte dos estados, como São Paulo, não divulga mais estimativas de público em protestos.

Print de erro que circula insinua que reportagem foi apagada; na verdade, trata-se de mensagem padrão quando algum link é inventado ou simplesmente não existe

Reprodução

Junto de algumas mensagens falsas há um outro print com o link do título falso dizendo que a "página não foi encontrada" e o "endereço não existe", insinuando que a reportagem foi apagada. Isso acontece, no entanto, justamente porque nenhuma reportagem com esse título foi publicada. Trata-se de uma mensagem padrão para qualquer endereço criado ficticiamente no G1.

Esse é mais um dos boatos que tentam superdimensionar os protestos em favor do presidente no fim de semana. Uma outra mensagem checada pelo Fato ou Fake mostra um vídeo da GloboNews de 2015 sendo usado para dizer que a manifestação do 1º de maio foi a maior já registrada na história. Uma capa falsa do "The New York Times" também viralizou nas redes.

É #FAKE print simulando notícia que fala que ato pró-Bolsonaro foi maior que um a favor do impeachment de Dilma

Reprodução

Vídeo: Veja como identificar se uma mensagem é falsa

Como identificar se uma mensagem é falsa

VEJA outras checagens feitas pela equipe do FATO ou FAKE

Fonte: G1/DF

Comunicar erro

Comentários

Agro Noticia 728x90