Começa o julgamento de Alec Baldwin por morte de diretora no set do filme "Rust"

O ator Alec Baldwin compareceu ao tribunal do Novo México, nos Estados Unidos, nesta terça-feira (9), onde é réu em um julgamento por homicídio culposo.

Por Redação em 09/07/2024 às 20:21:50

Foto: edup.ecowas.int

O ator Alec Baldwin compareceu ao tribunal do Novo México, nos Estados Unidos, nesta terça-feira (9), onde é réu em um julgamento por homicídio culposo. Baldwin foi questionado por um jornalista australiano sobre a possibilidade de prisão, mas não respondeu e seguiu seu caminho visivelmente irritado. O ator está sendo acusado devido ao incidente ocorrido em outubro de 2021, quando a diretora de fotografia do filme “Rust”, Halyna Hutchins, morreu após ser atingida por uma arma disparada pelo ator, durante o ensaio de uma cena. Ele afirma que não sabia que o revólver estava carregado. Se condenado, pode enfrentar até 18 meses de prisão. O processo judicial tem sido longo e complicado. Inicialmente, as acusações contra Baldwin foram retiradas, mas a promotoria as reintroduziu meses depois. As tentativas dos advogados do ator de evitar o julgamento não tiveram sucesso.

Na segunda-feira, Alec Baldwin, de 66 anos, compareceu à última audiência preliminar em Santa Fé, aparentando calma. Ele vestia um terno escuro, cabelo cortado e usava óculos de armação grossa. Durante a audiência, tomou notas em um caderno amarelo enquanto seus advogados discutiam detalhes processuais. Nos intervalos, assistia vídeos em seu telefone. Nesta terça, voltou ao tribunal acompanhado de sua esposa Hilaria e um dos sete filhos do casal. Cerca de 15 minutos depois, seu irmão Stephen Baldwin chegou para apoiá-lo. O casal, que chegou em SUVs pretas com uma babá e vários advogados, não respondeu às perguntas dos jornalistas. A seleção do júri começou na manhã desta terça-feira. Dado o alto perfil do caso, poucos jurados pré-selecionados afirmaram não ter ouvido nada sobre o incidente no set de “Rust”. Os argumentos de abertura estão previstos para esta quarta-feira (10). O julgamento deve durar cerca de dez dias.

*Com informações da AFP
Publicada por Felipe Cerqueira

Fonte: JP

Comunicar erro
Agro Noticia 728x90