Governo Lula pagou R$ 33 milhões em emendas de Pacheco e nada das de Lira em 2024

.

Por Redação em 30/05/2024 às 12:42:11

Blog mostrou que o presidente da Câmara é um dos 35 parlamentares que não recebeu emendas em 2024. Presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

Agência Câmara

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), já recebeu R$ 32.938.207,00 de emendas individuais em 2024, em contraposição ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), que é um dos 35 parlamentares que ainda não receberam esse tipo de verba neste ano.

As emendas individuais são uma prerrogativa do parlamentar, que aponta no orçamento onde aplicar recursos. Mas também são usadas pelo governo federal como forma pressionar o Congresso, liberando o dinheiro às vésperas de votações importantes.

LEIA TAMBÉM:

Lira é um dos 35 deputados que não recebeu emendas em 2024

Dos recursos já pagos a Pacheco neste ano, a maior parte, R$ 31,5 milhões, foi para ações do Ministério da Saúde. O restante, R$ 1,3 milhão, foi destinado para o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social e Combate à Fome, para a estruturação e modernização da rede de serviços do Sistema Único de Assistência Social (SUAS).

Ao lado de Lira estão opositores ferrenhos ao governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), tais como Bia Kicis (PL-DF), Marcel Van Hattem (PL-RS) e Silvia Waiãpi (PL-AM). Alexandre Ramagem (PL-RJ), pré-candidato à prefeitura do Rio de Janeiro e amigo da família Bolsonaro, e Alberto Fraga (PL-DF), amigo do ex-presidente, também estão na lista. Questionado, ele riu e disse não acompanhar os pagamentos.

Embora não tenham sido pagas, Lira tem R$ 20,6 milhões de emendas individuais empenhadas. Os recursos estão divididos entre ações dos ministérios da Saúde, Turismo e Justiça e Segurança Pública.

Fonte: G1

Comunicar erro
Agro Noticia 728x90