Pesquisas apontam empate e ultradireita forte na eleição de Portugal

Por Redação em 07/02/2024 às 17:20:21

Uma pesquisa Universidade Católica para o jornal P√ļblico e para a rede de televisão RTP, ambos de Portugal, apontam que o pa√≠s tem um cen√°rio indefinido para a próxima eleição, no dia 10 de março.

Paralelamente, verifica-se um avanço da extrema direita do pa√≠s, representada pela coligação "Chega" que tem 19% das intenções de voto na sondagem da Universidade Católica, e 21% na pesquisa do Iscte.

Em primeiro lugar, aparece o PSD (centro-direita), seguido pela Aliança Democr√°tica (AD), que inclui o CDS-PP e Partido Popular Mon√°rquico, com 32% das intenções de voto. J√° o Partido Socialista aparece com 28% das intenções de voto.

J√° na projeção do Instituto Universit√°rio de Lisboa (Iscte), para o jornal Expresso e a emissora SIC, a liderança é dos socialistas, com 29%, e a Aliança Democr√°tica aparece com 27%, o que configura um empate técnico.

Em 2019, o Chega tinha apenas um deputado, e passou para 12 na atual legislatura defendendo um discurso "anti-sistema" e medidas como a castração qu√≠mica de pedófilos e mudanças na lei que facilitaram a obtenção da cidadania portuguesa para estrangeiros.

No sistema luso, os eleitores não votam diretamente nos pol√≠ticos, mas sim nos partidos, que definem previamente suas listas de candidatos. Além disso, l√° não é obrigatório que o primeiro-ministro seja filiado à legenda que vencer nas urnas, e os arranjos firmados após a eleição podem dar mais opções de governabilidade.

Fonte: IG

Comunicar erro
Agro Noticia 728x90