Lula lamenta morte de ex-presidente do Chile Sebastián Piñera

.

Por Redação em 06/02/2024 às 18:44:51

Presidente da República escreveu uma mensagem no 'X', antigo Twitter, onde afirmou sempre ter tido um 'bom diálogo' com o político chileno, que morreu nesta terça-feira (6) em um acidente de helicóptero. Sebástian Piñera, ex-presidente do Chile

Reuters

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, usou o "X", antigo Twitter, nesta terça-feira (6), para lamentar a morte de Sebastián Piñera, ex-presidente do Chile, que morreu em um acidente de helicóptero.

"Surpreso e triste com a morte de Sebastián Piñera, ex-presidente do Chile. Convivemos, trabalhamos pelo fortalecimento da relação dos nossos países e sempre tivemos um bom diálogo", quando ambos éramos presidentes, e também quando não éramos", escreveu o presidente.

Lula reforçou sua comoção com a morte repentina do político.

"Muito triste seu falecimento de forma tão abrupta. Meus sentimentos aos seus familiares e amigos de Piñera por esta perda", diz outro trecho do texto.

Em comunicado oficial, o Ministério das Relações Exteriores chamou Piñeira de "amigo do Brasil".

"O governo brasileiro recebeu com profunda consternação a notícia do falecimento de Sebastián Piñera, ex-presidente do Chile, em acidente de helicóptero em Lago Ranco, na região central daquele país, no dia de hoje, 6 de fevereiro", diz a nota.

"Em seus dois mandatos, foi um amigo do Brasil e trabalhou de modo contínuo pela intensificação das relações bilaterais. O governo brasileiro estende aos familiares do Presidente Piñera e ao governo e povo chilenos os mais sinceros sentimentos de solidariedade e pesar pela irreparável perda", finaliza o texto.

Sebastián Piñera tinha 74 anos e morreu nesta terça em um acidente de helicóptero. A morte foi confirmada por seu escritório e pelo governo do país. A aeronave em que o político estava caiu em um lago.

Segundo a imprensa local, Piñeira era quem pilotava e não teria conseguido tirar o cinto de segurança. Outras três pessoas estavam no helicóptero e, segundo jornalistas chilenos, foram resgatadas com vida.

Mensagem do presidente Lula no 'X' lamentando morte de Sebastián Piñera, ex-presidente do Chile

Reprodução/X

Presidência do Chile

Piñera, de direita, foi presidente do Chile por duas vezes: entre 2010 e 2014 e entre 2018 e 2022. Sua gestão interrompeu um ciclo de presidentes da esquerda que governaram o Chile após a queda da ditadura de Augusto Pinochet, em 1988.

Ele foi sucedido pelo atual presidente do Chile, Gabriel Boric.

Foi na gestão de Piñera que o Chile viveu uma das maiores e mais violentadas ondas de protestos da sua história, em 2019. Por semanas, milhões de pessoas saíram às ruas de Santiago e outras cidades do país para demonstrar insatisfação com o aumento do custo de vida.

Sebastián Piñera, ex-presidente do Chile, morre nesta terça-feira (06)

Como resposta, Piñera reduziu o valor do transporte público, uma das principais reivindicações, mas seu governo também reprimiu com truculência as manifestações.

Em 2021, seu último ano de mandato, Piñera teve um processo de impeachment pedido pela oposição contra ele. O Senado do país recusou abertura do impeachment, que já havia passado na Câmara dos Deputados.

O impeachment foi pedido com base em revelações do Pandora Papers, em que Piñera foi acusado de ter cometido possíveis irregularidades ao vender uma empresa de mineração, como pagamento de propinas e violações de regras tributárias. A venda foi durante seu primeiro mandato presidencial, em 2010. O Ministério Público chileno abriu investigações sobre o caso.

Piñera estava em seu primeiro mandato como presidente quando houve um acidente que deixou 33 mineiros soterrados, em 2010. Eles ficaram presos durante dois meses e o presidente os recebeu quando foram resgatados.

Fonte: G1

Comunicar erro
Agro Noticia 728x90