Acordo UE-Mercosul: Lula quer mudar ponto de compras governamentais

Por Redação em 13/07/2023 às 08:28:15

O presidente Luiz In√°cio Lula da Silva (PT) voltou a questionar nesta quarta-feira (12) o acordo entre a União Europeia e o Mercosul , que ser√° discutido durante sua visita a Bruxelas na próxima semana.

"Tem uma coisa que eu j√° disse para todo mundo, que a gente não abre mão das compras governamentais, que serão a possibilidade de desenvolver o médio e pequeno empreendedor deste pa√≠s, então vamos ter uma disputa", afirmou Lula.

A declaração foi dada durante uma cerimônia sobre o Dia da Ci√™ncia e do Pesquisador, realizada no Pal√°cio do Planalto, em Bras√≠lia.

O acordo, assinado em 2019, permite que empresas europeias participem de licitações dos governos nacionais no Mercosul, e vice-versa.

Apesar das cr√≠ticas às compras governamentais e ao documento recentemente apresentado pela UE sobre sanções por desmatamento, Lula expressou o desejo de fechar o pacto entre os blocos até o final do ano, durante a presid√™ncia do Brasil no Mercosul.

Lula deve se reunir com as autoridades europeias na próxima segunda-feira (17), em Bruxelas, durante a c√ļpula entre a UE e a Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac).

"Estou viajando para Bruxelas no s√°bado. Teremos o encontro da América Latina com a UE, que é extremamente importante, pois pode ser o pilar para construir o acordo tão sonhado entre o Mercosul e a UE, algo que tem sido buscado h√° décadas", afirmou Lula.

Segundo o presidente, seu plano inicial era não ir à reunião UE-Celac. "Mas não posso faltar porque o Brasil é o maior pa√≠s da América Latina, a maior economia. Se não comparecermos, pode parecer que não estamos interessados. Então ficaremos tr√™s dias l√° discutindo", disse.

Fonte: IG

Comunicar erro
Agro Noticia 728x90